How to Install Support to Android SDK (UNITY 2017+) & Java Development Kit (JDK) – Dica simples e funcional (JDK 1.9 problems)

Standard

Bom, serei o mais objetivo possível, ok?

Meu setup será descrito logo abaixo e o tweak para resolver também.

My Desk:

Mac OSX HighSierra 10.13.2,
8 GB ram,
Core2duo,
SSD 120gb Vertex 3 OCZ,
Unity 2017.1.1f1 personal 64bt.

Passo 1 (step 1):

Baixe o Android Studio (sim, o sdk vem nele, essa conversa de gamb de SDK não existe, precisa baixar e o bicho é grande, 700mb+, baixe aqui:

https://developer.android.com/studio/index.html

Depois de baixar e instalar (instalei default) você deve abrir ele e dizer que não tem instalação anterior, apenas um novo WORKSTATION. (nova instalação, sem importação de NADA).

Passo 2 (step 2):

No mesmo link de download do studio existe uma parte de ferramentas de CLI, você deve baixar a CLI do seu SO (pode ser windows, não tem problema, se seguir a lógica desse artigo você vai conseguir fazer rodar em seu windows numa boa):

Baixe em https://dl.google.com/android/repository/sdk-tools-darwin-3859397.zip a versão que eu usei.

EXTRAIA o arquivo que vai gerar uma pasta chamada tools. Pegue esta pasta, copie-a, entre na pasta /Users/SEU_USUARIO/Library/Android/sdk, DELETE OU renomeie a pasta tools que existia e coloque a pasta tools nova (a que você baixou e extraiu do google).

Feito isto temos o básico do Android SDK, mas precisamos arrumar o java (e esse é pegadinha do malandro viu?).

Antes de passarmos para o java precisamos entrar na pasta

/Users/little_oak/Library/Android/sdk/tools/bin pelo terminal, sim, abra o TERMINAL DO MAC (shell) e vamos ter que digitar comandos, lets go?

cd /Users/little_oak/Library/Android/sdk/tools/bin

./sdkmanager “platform-tools

./sdkmanager “platforms;android-25”

./sdkmanager “build-tools;25.0.3”

Entenda que ali é ./ MESMO, estamos mandando rodar o binário que não faz parte de um path global do sistema (para poder rodar comandos se estar no caminho completo dele).

 

Passo 3 (step 3):

Resolvido o problema do SDK da GOOGLE, agora precisamos resolver o sdk da Oracle. De alguma maneira estranha a Unity em suas versões anteriores apresentava uma inconsistência com a TOOLS da google mais recente (isso está descrito no link abaixo):

https://unity3d.com/pt/unity/whats-new/unity-5.6.1#section-fixes

A Unity 2017+ por sua vez já suporta a tools nova, porém apresenta alguma inconsistência pra lá de estranha com o JDK mais recente, o que me fez usar um JDK mais velho. Para dar certo usei o JDK jdk1.8.0_151.jdk (pode baixar aqui: http://download.oracle.com/otn-pub/java/jdk/8u151-b12/e758a0de34e24606bca991d704f6dcbf/jdk-8u151-macosx-x64.dmg).

Assim que baixar instale normalmente. Terminada a instalação teremos alguns problemas para sanar, descrevo nos passos abaixo.

Passo 4 (step 4):

No OSX, o sistema bloqueia por padrão a leitura da pasta Library do usuário, sendo necessário dar permissões a esta pasta. Como segurança não é o quesito principal deste postei achei por bem mandar um 777 nela, logo precisamos rodar o comando abaixo:

sudo chmod 777 /Users/MEU_USUARIO/Library/

Feito isto agora podemos brincar na Unity.

Abra a Unity 2017+ e vá em UNITY -> PREFERENCES (imagem abaixo):
External TOOLS -> PROCURA PELA PARTE DE SDK E JDK.

EM SDK coloque: /Users/little_oak/Library/Android/sdk
EM JDK coloque: /Library/Java/JavaVirtualMachines/jdk1.8.0_151.jdk/Contents/Home

No Windows os paths mudam, mas é bem mais fácil que no MAC.

Depois é só compilar :).

 

Fedora 14: Fazendo um Desktop perfeito com EasyLife :)

Standard

Todos sabemos que uma das coisas mais chatas que podemos viver é ter de instalar um sistema operacional e depois de instalado (como se não fosse pouco ter de se virar para achar softwares que trabalhem corretamente com os periféricos [ falo de drivers/módulos ] ) e ainda ter de colocar coisas que gostamos (codecs, plugins de navegadores e coisas do tipo).

Neste instante estou usando o Fedora 14 (x86_64), em outras palavras, um Fedora 64 bits. Posso afirmar que o desempenho do mesmo é muito bom quando se trata de uma arquitetura realmente 64 bits (como é o caso do hardware que estou usando).

A dica aqui resume-se na condição de qualquer versão, desde que você queira coisas como skype, fontes agradáveis e coisas do tipo em um ambiente Gnome, vale a pena conferir.
Há muito tempo um pessoal muito dedicado e afiadíssimo no Fedora Linux trabalha otimizando e automatizando a forma com que usuários do Fedora, de maneira “easy-to-use” possa adicionar plugins e coisas complicadas com meros clicks.

O site do projeto é este aqui:

http://easylifeproject.org/

Se possível faça uma doação, pois “o negócio funciona”.

Antes que você prossiga quero confirmar as coisas mais bacanas e funcionais que o Easylife faz para você:

1 – coloca fontes super agradáveis para leitura e usabilidade do sistema operacional em seu ambiente Gnome,

2 – coloca uma skin (tema) muito suave e agradável de se trabalhar,

3 – ativa recursos como Google Desktop, Skype, Codecs de som (sim, nem pense que ouvir mp3 é tão simples assim),

4 – ativa recursos como Jre 6 (java runtime).

Isto em cima é um resumo muito básico, o qual, cada coisa importante pode ser selecionada a dedo e o “trabalho sujo” é feito pelos scripts do easylife que, para variar estão super estruturados e estáveis.

Veja que, ao clicar em Download fomos automaticamente redirecionados para o SourceForge. Pode baixar tranquilamente o arquivo e executá-lo assim que o download for completo.

Assim que terminar, após começar a execução a tela será semelhante a minha:

Depois da escolha dos itens (recomendo marcar tudo, exceto os 2 jre do final, só deve-se marcar 1 de acordo com a arquitetura do seu sistema operacional. Se for x86_64/64 bits escolha 64, se for i386/32 bits escolha 32bits).
A média de arquivos que vão ser baixados do repositório gira em torno de 500 megas (mais um pouco, é claro).

Espere terminar tudo, no final seu sistema estará bem completo.

Das coisas que ressalto para que você possa confiar no Easylife posso dar prioridade a:

1 – ouvir diversos formatos de música,

2 – ouvir muitos formatos de vídeo,

3 – customização clean e rápida do desktop (mudança de fonts, ícones, barras de janelas),

4 – suporte a nvidia [drivers muito bons],

5 – skype e recursos Google.

Terminando todo o download  e instalação você verá como a vida fica bem mais easy em cima do Fedora 14 Linux com Easylife.

Parabéns a equipe do Easylife. (versão testada no Fedora 14 pela equipe AppUnix).