Ubuntu 8.04 Apache2 PHP5 mysql5 phpmyadmin -> lamp2 no ubuntu 8.04

Standard

Bem,

Já vi que nem chegou direito ao mercado e o Ubuntu 8.04 já está bombando de verdade.
Bem, eu não poderia deixar de fazer um how to massinha, de como ter o lamp2 dentro de teu Server, quer seja VM ou hardware dedicado mesmo.

Requisitos:

1 – Hardware ou VM com Ubuntu 8.04 instalado,
2 – Internet para fazer downalod dos pacotes necessários,
3 – Paciência para ler até o fim deste how to.
4 – Ubuntu 8.04 desktop ou server

Se estiver no desktop faça:

1-> Abra o terminal (Aplicativos > Acessórios > Terminal)

Se estiver no server, somente logue-se como usuário.

Use o comando abaixo:

sudo apt-get install apache2

Para testar se o apache está gerenciando às páginas, abra o seu navegador (creio que seja FireFox), e digite no campo de endereço-> http://localhost

Certamente estará funcionando.

Vamos instalar o PHP5, para isto use o comando abaixo:

sudo apt-get install php5 libapache2-mod-php5

Feito isto, reinicie o apache para que ele consiga “reler” seu arquivo de configuração já padronizado para PHP5 (mod) com o comando abaixo:

sudo /etc/init.d/apache2 restart

Para verificar se o apache está lendo direitinho arquivos PHP, acesse a página dos arquivos do apache (htdocs), que pode ser acessada assim:

sudo cd /var/www/apache-defaults/

Depois, delete o arquivo index.html com o comando:

sudo rm -rf index.html

Depois crie um arquivo PHP:

sudo vi index.php

Assim que o VI abrir, digite “i” para habilitar inserção de dados, e coloque exatamente os caracteres abaixo:

<?php phpinfo(); ?>

Para salvar e sair use as teclas “ESC”, “:”, “wq!” e pressione “ENTER”

Feito isto, acesse novamente pelo seu firefox o endereço http://localhost/arquivo.php

Se funcionar (mostrar as diretivas do php, perfeito), prossiga nos passos abaixo, do contrário, repita os procedimentos acima.

Você pode utilizar outros editores, a questão é que gosto do VI.

Seguindo mais adiante nós vamos verificar a Instalação do Bendito Mysql5, utilize o comando abaixo:

sudo apt-get install mysql-server

Feito isso o sistema vai instalar o mysql para você e vai pedir a senha de admin do mysql, coloque uma senha e confirme com ENTER.

Agora é a parte de integração com o bendito php e INSTALAÇÃO do PhpMyAdmin, utilize o comando abaixo para “unir” as instalações:

sudo apt-get install libapache2-mod-auth-mysql php5-mysql phpmyadmin

Feito isso, só necessitará reiniciar o apache2 para que ele leia novamente os arquivos de configuração, para isso use o comando abaixo:

sudo /etc/init.d/apache2 restart

Bem, isto aí vai deixar seu pc turbinado para rodar aplicações em php com recursos de mysql.
Esta forma de instalação já ativa o mysqli, uma lib importantíssima para quem está afim de otimizar chamadas ao mysql e que só está disponível a partir do mysql 5 😀  ).

Este how to foi tirado de —> Portal de TI

Instalando SSL em domínio (apache2 SSL)

Standard

Seguindo esse tutorial você irá habilitar o uso de conexão segura (https) no seu servidor Apache2 usando o módulo SSL, criando chaves pública e privada e configurando o apache para usá-las.

Esse tutorial está assumindo que você instalou o Ubuntu Feisty Fawn (7.04) versão Server, escolhendo a opção ‘Instalar Servidor LAMP”, apesar que pode ser útil em qualquer caso.

Instalando pacotes adicionais

Você já tem Servidor Linux+Apache+MySQL+PHP com pouco esforço com o Ubuntu e ele resolve a maior parte das demandas. Vamos adicionar ao pacote a possibilidade que seja possível navegar pelo seu site com uma conexão segura, o ‘https’. Para tanto, instale os pacotes adicionais para criar as chaves criptografadas.

sudo aptitude install openssl ssl-cert

Criando chaves pública e privada

Vamos criar uma pasta para guardar as chaves e usar um script para, respondendo algumas perguntas, criar chaves pública e privada que serão usadas pelo Apache2.

sudo mkdir /etc/apache2/ssl
sudo make-ssl-cert /usr/share/ssl-cert/ssleay.cnf /etc/apache2/ssl/apache.pem

Configurando o módulo SSL do Apache2

Vamos agora configurar o Apache2 para que além de usar a porta 80 ele use a porta 443, que é a porta padrão do https.

sudo su  -c 'echo Listen 443 >> /etc/apache2/ports.conf'

Depois disso, iremos habilitar o módulo ssl do Apache2.

sudo a2enmod ssl

Configurando o site com https

Você pode ter vários sites hospedados pelo mesmo Apache, nós iremos criar um segundo site no seu servidor, que na verdade é o site padrão usando https

sudo cp /etc/apache2/sites-available/default /etc/apache2/sites-available/ssl
sudo nano /etc/apache2/sites-available/ssl

Modifique o arquivo para usar a porta 443 e habilite a função SSL usando o certificado que criamos:

NameVirtualHost *:443
<VirtualHost *:443 >
        ServerAdmin webmaster@localhost

        SSLEngine On
        SSLCertificateFile /etc/apache2/ssl/apache.pem

        DocumentRoot /var/www/

Depois de editar o arquivo, habilite o site

sudo a2ensite ssl

E force o Apache2 a recarregar as configurações

sudo /etc/init.d/apache2 force-reload

Testando

Se não houve nenhuma mensagem de erro quando você forçou a reconfiguração do Apache2 é quase certo que quando você acessar “https://’ip-do-seu-servidor‘” verá seu site, mas a comunicação entre seu navegador e o servidor é criptografada.

————————–

Agradecimentos a http://wiki.ubuntubrasil.org/GleidsonLacerda

——————————————–

Este trecho é meu:

Se por um “acaso”, você receber a mensagem de que a porta SSL não pode ser ativada (0.0.0.0:443), você pode acessar o arquivo

/etc/apache2/ports.conf'

e eliminar a linha (deve ser a última) que indica acesso pela porta 443 (caso a default 80 esteja informada).

————————————————-

Instalando SSL em domínio (apache2 SSL)

Standard

Seguindo esse tutorial você irá habilitar o uso de conexão segura (https) no seu servidor Apache2 usando o módulo SSL, criando chaves pública e privada e configurando o apache para usá-las.

Esse tutorial está assumindo que você instalou o Ubuntu Feisty Fawn (7.04) versão Server, escolhendo a opção ‘Instalar Servidor LAMP”, apesar que pode ser útil em qualquer caso.

Instalando pacotes adicionais

Você já tem Servidor Linux+Apache+MySQL+PHP com pouco esforço com o Ubuntu e ele resolve a maior parte das demandas. Vamos adicionar ao pacote a possibilidade que seja possível navegar pelo seu site com uma conexão segura, o ‘https’. Para tanto, instale os pacotes adicionais para criar as chaves criptografadas.

sudo aptitude install openssl ssl-cert

Criando chaves pública e privada

Vamos criar uma pasta para guardar as chaves e usar um script para, respondendo algumas perguntas, criar chaves pública e privada que serão usadas pelo Apache2.

sudo mkdir /etc/apache2/ssl
sudo make-ssl-cert /usr/share/ssl-cert/ssleay.cnf /etc/apache2/ssl/apache.pem

Configurando o módulo SSL do Apache2

Vamos agora configurar o Apache2 para que além de usar a porta 80 ele use a porta 443, que é a porta padrão do https.

sudo su  -c 'echo Listen 443 >> /etc/apache2/ports.conf'

Depois disso, iremos habilitar o módulo ssl do Apache2.

sudo a2enmod ssl

Configurando o site com https

Você pode ter vários sites hospedados pelo mesmo Apache, nós iremos criar um segundo site no seu servidor, que na verdade é o site padrão usando https

sudo cp /etc/apache2/sites-available/default /etc/apache2/sites-available/ssl
sudo nano /etc/apache2/sites-available/ssl

Modifique o arquivo para usar a porta 443 e habilite a função SSL usando o certificado que criamos:

NameVirtualHost *:443
<VirtualHost *:443 >
        ServerAdmin webmaster@localhost

        SSLEngine On
        SSLCertificateFile /etc/apache2/ssl/apache.pem

        DocumentRoot /var/www/

Depois de editar o arquivo, habilite o site

sudo a2ensite ssl

E force o Apache2 a recarregar as configurações

sudo /etc/init.d/apache2 force-reload

Testando

Se não houve nenhuma mensagem de erro quando você forçou a reconfiguração do Apache2 é quase certo que quando você acessar “https://’ip-do-seu-servidor‘” verá seu site, mas a comunicação entre seu navegador e o servidor é criptografada.

————————–

Agradecimentos a http://wiki.ubuntubrasil.org/GleidsonLacerda

——————————————–

Este trecho é meu:

Se por um “acaso”, você receber a mensagem de que a porta SSL não pode ser ativada (0.0.0.0:443), você pode acessar o arquivo

/etc/apache2/ports.conf'

e eliminar a linha (deve ser a última) que indica acesso pela porta 443 (caso a default 80 esteja informada).