Broadcom Corporation BCM43225 802.11b/g/n no OpenSuse 11.4 (Acer 7745)

Standard

Antes de mais nada quero agradecer a Deus por estar usando este notebook, pois, sinceramente acho punk demais programar em monitores de alta resolução (1600×900).
Outro ponto importante para este artigo é que estou encantado com o nível de estabilidade do OpenSuse 11.4 neste notebook, que desde já deixo claro no mini overview que:

1 – Placa de rede está operando com eficiência (sim, pacotes sendo enviados usando GB),
2 – Som do Notebook alto pra caramba (e com qualidade),
3 – Brilho do monitor MUITO bem trabalhado (lembram do esquema de brilhos no ubuntu e mint, que o pau comeu pro nosso lado? http://www.appunix.com.br/howto/linux/resolvendo-problema-de-brilho-ubuntu-10-04-10-10-11-04-e-linux-mint-9-e-10-julia/),
4 – Reconhecimento de memória ram foi MUITO interessante (vide:

appunix-labs:~ # uname -a

Linux appunix-labs.site 2.6.37.6-0.5-desktop #1 SMP PREEMPT 2011-04-25 21:48:33 +0200 i686 i686 i386 GNU/Linux

appunix-labs:~ # free -m
total used free shared buffers cached
Mem: 3639 1118 2521 0 45 726
-/+ buffers/cache: 346 3293
Swap: 2058 0 2058

appunix-labs:~ #
)

5 – Repositórios para quem usa Velox estão muito rápidos (1 mb de link compartilhado aqui no labs, avephoenix… 🙁 ).

No mais o sistema em si é um tesão, Gnome 2.x, LibreOffice e etc.

Segue um lspci do Hardware testado:

00:00.0 Host bridge: Intel Corporation Core Processor DRAM Controller (rev 12)
00:02.0 VGA compatible controller: Intel Corporation Core Processor Integrated Graphics Controller (rev 12)
00:16.0 Communication controller: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset HECI Controller (rev 06)
00:1a.0 USB Controller: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset USB2 Enhanced Host Controller (rev 06)
00:1b.0 Audio device: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset High Definition Audio (rev 06)
00:1c.0 PCI bridge: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset PCI Express Root Port 1 (rev 06)
00:1c.5 PCI bridge: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset PCI Express Root Port 6 (rev 06)
00:1d.0 USB Controller: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset USB2 Enhanced Host Controller (rev 06)
00:1e.0 PCI bridge: Intel Corporation 82801 Mobile PCI Bridge (rev a6)
00:1f.0 ISA bridge: Intel Corporation Mobile 5 Series Chipset LPC Interface Controller (rev 06)
00:1f.2 SATA controller: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset 4 port SATA AHCI Controller (rev 06)
00:1f.3 SMBus: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset SMBus Controller (rev 06)
00:1f.6 Signal processing controller: Intel Corporation 5 Series/3400 Series Chipset Thermal Subsystem (rev 06)
02:00.0 Ethernet controller: Atheros Communications AR8151 v1.0 Gigabit Ethernet (rev c0)
09:00.0 Network controller: Broadcom Corporation BCM43225 802.11b/g/n (rev 01)
ff:00.0 Host bridge: Intel Corporation Core Processor QuickPath Architecture Generic Non-core Registers (rev 02)
ff:00.1 Host bridge: Intel Corporation Core Processor QuickPath Architecture System Address Decoder (rev 02)
ff:02.0 Host bridge: Intel Corporation Core Processor QPI Link 0 (rev 02)
ff:02.1 Host bridge: Intel Corporation Core Processor QPI Physical 0 (rev 02)
ff:02.2 Host bridge: Intel Corporation Core Processor Reserved (rev 02)
ff:02.3 Host bridge: Intel Corporation Core Processor Reserved (rev 02)

Pronto, vamos meter o pau e resolver logo essa parada com a velocidade do dragão?

Em primeiros passos DEVEMOS habilitar alguns repositórios que por default (mantidos pela comunidade) não estão ativos, porém, para que tudo funfe ok precisam estar instalados. Primeiro devemos abrir o YAST2 (Meu computador -> SISTEMA -> YAST), devemos seguir exatamente conforme a tela abaixo, para clicar nos repositórios afim de localizarmos o trecho para add repositórios:

Yast2

Yast2

Pronto, feito isto devemos selecionar os repositórios principais, mas para isso iremos avançar menu por menu até chegar na hora fatal :P, veja as imagens abaixo:

clicar em adicionar OPENSUSE

clicar em adicionar OPENSUSE

Veja que, conforme o print, na tela, devemos clicar em ADICIONAR afim de que adicionemos repositórios pelo gestor, veja a imagem abaixo que mostra a tela seguinte:

Escolher Repositórios da COMUNIDADE

Escolher Repositórios da COMUNIDADE

Assim que clicarmos em adicionar nos será dado um leque de opções, devemos escolher adicionar um repositório da comunidade, que como podem ver marcamos Mozilla Beta, Packman (sem este não conseguiremos colocar a Wifi para  moer), Mozilla e o Contrib, veja os prints seguintes:

Processando Escolha da comunidade

Processando Escolha da comunidade

Listas de Repositórios disponíveis

Listas de Repositórios disponíveis

Terminando Marcações de Repositórios

Terminando Marcações de Repositórios

 

Depois disto, quando clicarmos em OK o sistema vai processar nossas escolhas, porém, ele reclamará de chaves não válidas, devemos ignorar tais mensagens aceitando tais chaves gpg, veja a imagem abaixo:

Importar Chaves Problemáticas

Importar Chaves Problemáticas

 

Estamos perto da glória e neste instante não vamos perder o fôlego, antes devemos receber uma notificação do que foi mudado, veja nosso print:

Status de Mudanças Realizadas

Status de Mudanças Realizadas

 

Agora é hora de console 😛

Devemos impor as mãos e meter o pau no negócio, vamo que vamo?

Devemos rodar todos os comandos abaixo como ROOT afim de nem perdermos tempo com autorizações, para isto digite su – e coloque a senha do sistema para ganhar direitos globais como root e use os seguintes comandos abaixo:

appunix-labs:~ # lsmod | grep “b43|ssb|wl”
appunix-labs:~ # rmmod b43
appunix-labs:~ # rmmod ssb
appunix-labs:~ # zypper remove b43-fwcutter
appunix-labs:~ # echo “blacklist ssb” >> /etc/modprobe.d/50-blacklist.conf
appunix-labs:~ # echo “blacklist bcm43xx” >> /etc/modprobe.d/50-blacklist.conf
appunix-labs:~ # echo “blacklist b43” >> /etc/modprobe.d/50-blacklist.conf
appunix-labs:~ # echo “blacklist ndiswrapper” >> /etc/modprobe.d/50-blacklist.conf
appunix-labs:~ # zypper in broadcom-wl broadcom-wl-kmp-desktop
appunix-labs:~ # modprobe wl

 

Por fim dê um reboot:

appunix-labs:~ # reboot

 

Assim que seu S.O. voltar você deverá apertar FN + F3 para habilitar sua WIFI, dando tudo ok o resultado deve ser parecido com a foto abaixo:

wifi no opensuse

wifi no opensuse

 

Rolou ok aí?

Se ficar uma mini gamb de não aceitar sua WIFI pass, faça o seguinte, reinicie o pc, DESCONECTE qualquer cabo de rede e tente conectar-se via WIFI.

Rolou ok agora?

Tudo certinho?

Curtiu?

Use uma tática chamada SHARE, compartilhe.
Quer agradecer?
Comenta aí!
AppUnix agradece sua visita -> ENJOY!

como listar a memória do cumputador ou placa-mãe no linux how to list memory or motherboard pc or server on console

Standard

Tá, isso aí é dúvida de muuuuuuita gente, mas é algo simples.
As vezes precisamos fazer perícias para saber se uma aplicação/daemon será compatível com nossa estrutura de dispositivos (arquitetura, fsb, chipset e etc), e para isto precisamos de informações beeeeem detalhadas.
Abaixo descrevo alguns comandos que acho bacana:

lspci
Este comando lhe dá um detalhe bem legal sobre dispositivos pci em seu pc.
Em um pc simples a saída fica mais ou menos assim:

00:00.0 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:00.1 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:00.2 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:00.3 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:00.4 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:00.7 Host bridge: VIA Technologies, Inc. P4M800 Host Bridge
00:01.0 PCI bridge: VIA Technologies, Inc. VT8237/VX700 PCI Bridge
00:0f.0 RAID bus controller: VIA Technologies, Inc. VIA VT6420 SATA RAID Controller (rev 80)
00:0f.1 IDE interface: VIA Technologies, Inc. VT82C586A/B/VT82C686/A/B/VT823x/A/C PIPC Bus Master IDE (rev 06)
00:10.0 USB Controller: VIA Technologies, Inc. VT82xxxxx UHCI USB 1.1 Controller (rev 81)
00:10.1 USB Controller: VIA Technologies, Inc. VT82xxxxx UHCI USB 1.1 Controller (rev 81)
00:10.2 USB Controller: VIA Technologies, Inc. VT82xxxxx UHCI USB 1.1 Controller (rev 81)
00:10.3 USB Controller: VIA Technologies, Inc. VT82xxxxx UHCI USB 1.1 Controller (rev 81)
00:10.4 USB Controller: VIA Technologies, Inc. USB 2.0 (rev 86)
00:11.0 ISA bridge: VIA Technologies, Inc. VT8237 ISA bridge [KT600/K8T800/K8T890 South]
00:11.5 Multimedia audio controller: VIA Technologies, Inc. VT8233/A/8235/8237 AC97 Audio Controller (rev 60)
00:12.0 Ethernet controller: VIA Technologies, Inc. VT6102 [Rhine-II] (rev 78)
01:00.0 VGA compatible controller: VIA Technologies, Inc. KM400/KN400/P4M800 [S3 UniChrome] (rev 01)

Para informações beeem detalhadas use lspci -vv
(use os camandos como root).

lshw
Este comando é muito amigável e lhe dá um resumo bem bombado sobre seu hardware (memória, cpu e etc).
Em alguns casos ele consegue informar a frequência da memória (isto mesmo, ddr 1066 por exemplo).
Esse comando (na minha opinião) deve ser usado da seguinte forma:

lshw | more

O pipe “|” + more serve para paginar a saída de maneira que você possa ver pausadamente.

A saída deste comando é beeem legal, veja um pedacinho da saída falando de memória:

*-memory:0
description: System Memory
physical id: 40
slot: System board or motherboard
size: 4GiB
*-bank:0
description: DIMM 667 MHz (1.5 ns)
product: None
vendor: None
physical id: 0
serial: None
slot: DIMM_B1
size: 2GiB
width: 64 bits
clock: 667MHz (1.5ns)

Legal né?

Arquivo cpuinfo
Essa é uma das formas mais simples de saber que flags seu processador tem, qual velocidade dele, memória cache (L1, L2…) e etc.
Use da seguinte forma:

cat /proc/cpuinfo
A saída deste comando deve sair parecida com esta:

processor : 0
vendor_id : GenuineIntel
cpu family : 15
model : 4
model name : Intel(R) Pentium(R) 4 CPU 3.40GHz
stepping : 10
cpu MHz : 3400.425
cache size : 2048 KB
physical id : 0
siblings : 1
core id : 0
cpu cores : 1
apicid : 0
fdiv_bug : no
hlt_bug : no
f00f_bug : no
coma_bug : no
fpu : yes
fpu_exception : yes
cpuid level : 5
wp : yes
flags : fpu vme de pse tsc msr pae mce cx8 apic mtrr pge mca cmov pat pse36 clflush dts acpi mmx fxsr sse sse2 ss ht tm pbe lm constant_tsc up pni monitor ds_cpl est cid cx16 xtpr lahf_lm
bogomips : 6805.08

Legal!

arquivo devices
Esse é um meio muito resumido e particularmente não gosto muito, mas segue a dica:
cat /proc/devices

Mostra os dispositivos resumidamente (no estilo lsmod).

Arquivo meminfo
Este arquivo lhe informa memória com um pouco mais de detalhes:
cat /proc/meminfo

Comando dmesg
Esse comando é muito legal, precisa somente de um extrinha:
use-o com o more!

dmesg | more

Normalmente a saída é enorme.
O comando dmesg dá um resumo do startup do sistema operacional lgnu/linux, assim como detalha em um rápido processo as coisas boas e ruins que estão ocorrendo com o sistema. (MUITO ÚTIL).
Erros de boot, erros de kernel, dispositivos desconhecidos e etc!

dmidecode
O comando dmidecode é um monstro. Esse comando dá todos os detalhes de hardware (isto mesmo, informe até o modelo da placa-mãe).
Utilize-o da seguinte forma:

dmidecode | more

Um pouco da saída:

System Information
Manufacturer: MICRO-STAR INTERNATIONAL CO., LTD
Product Name: MS-7071
Version: 1.00
Serial Number:
UUID: Not Present
Wake-up Type: Power Switch

Esse comando é uma mãe! Isto mesmo, muito bom para saber as informações detalhadas de uma motherboard, sem contar que você pode colher as informações de chipset e modelo da placa-mãe, podendo assim até consultar informações direto do fabricante.

Abraços a todos e espero que este post tenha sido útil.