Skip to content

Ubuntu Foundation Angariando Recursos para o Ubuntu: Isto é Correto ou Errado?

 

Há pouco tempo a Ubuntu Foundation (erroneamente estão fazendo alusão direta a Canonical) está angariando dólares para o Ubuntu (podemos verificar um post sobre no Br-Linux Aqui!), e isto está gerando satisfação em alguns usuários e para outros (ou nem usuários) há queixas e alegações das mais absurdas formas. Veja a “tela” que é disposta assim que solicitamos o download do Ubuntu:

Antes de mais nada vamos analisar com parcimônia todo o trajeto (de forma muito resumida) do Ubuntu.
Desde 2004 a proposta do Ubuntu era tornar-se a distribuição que proporcionasse a experiência mais amigável a usuários Linux (e principalmente NÃO Linux) com Desktops Linux. O prisma da época não circulava somente no ponto de vista do visual do desktop, mas como o ecossistema inteiro responderia as mais variadas situações do cotidiano de um usuário final (atualizações do sistema, aplicação de tais atualizações, alertas de rede, notificações de espaço em disco, impressões, novos emails e etc). Houve êxito e toda parte “difícil” (entrar na shell para executar coisas simples, por exemplo montar um Pen Drive) do Linux foi mitigada com a presença do Ubuntu.

Anos se passaram, muitas coisas foram modificadas (inclusive o ambiente gráfico que passou a receber prioridade máxima, tendo seu titular o Unity), muitas coisas melhoraram e muitas coisas permaneceram legais. A linha de servidores (assim como Desktops) recebeu honraria do mais alto nível no que tange a atualizações, a série LTS (suporte extendido) ganhou muita repercussão por tornar a experiência de atualizações muito amigável (não em termos de funcionalidades, mas no campo de upgrade de hardware ou versionamento do sistema operacional em si).

Toda a história do Linux teve um tempero de qualidade com o surgimento do Ubuntu, mas e as perguntas que nos assombram?

Por que não cobram por algo tão bom?
Como conseguem enviar CDS e Adesivos sem qualquer custo?

O reflexo de todo investimento realizado pela fundação está patente a todos os olhos de qualquer pessoa envolvida com TI. Diga-se de passagem que muitos conheceram o Ubuntu antes mesmo de saberem o que era Linux!

Em 2006, eu, um usuário assíduo Slackware me rendi a tanta praticidade que “aquela coisa” proporcionava. Anos se passaram e fui muito atendido em todas as esferas (pessoas e comerciais) com o tal “Sistema bonitinho que tudo fazia para mim!”.
Hoje administro 3 servidores Ubuntu, sendo 2 para CFTV e 1 para banco de dados, e me pergunto?

Será que tantos anos de estabilidade não merecem qualquer reconhecimento?

Elogios não enchem barrigas de desenvolvedores, e será mais que necessário tirar a cauterização que foi realizada com os Mrs. FOSS do passado -> “tudo que é livre é grátis!”.

Discusso lindo  (acima) que não paga contas de água, luz, aluguel de salas, links, alimentos e dispositivos (hardware) para testes que já ouvimos antes e que não funcionam mais.

 

Quanto o Ubuntu já gerou de lucro para você? Quanto ele valeria aos seus olhos?

Apesar de ser usuário Mac Os X, logo em breve estarei comprando acessórios na loja do Ubuntu (http://shop.canonical.com/) e farei alguma doação significativa, pois quanto mais motivados (programadores) melhor será a qualidade do produto (Ubuntu). A Red Hat tornou o seu sistema operacional fechado no que tange a distribuição de sources por repositórios internos, o que obriga o usuário a adquirir (comprar a licença de uso) o sistema operacional (muito bom, por sinal), mas, o Ubuntu não merecia ser pago?

Sim!

A Qualidade do Sistema operacional está sendo distribuída gratuitamente, arrancaria pedaços dos meus dedos para preencher dados de cartão de crédito no Paypal?

Não!

 

Se você leu este post e tem uma idéia adjacente ou ainda, é oposto à minha reflexão deixe seu comentário, mas elevo o tom em um horizonte -> Será que anos de suprimento de qualidade, segurança, estabilidade e respeito não valem sequer 10 U$ para você?

Be First to Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *