Mysql não aceita senha de root no Mac os X Lion, o que fazer? (serve para o snow leopard)

Standard

Bom, pessoal, nós do app gostaríamos de detalhar algo.
NÃO precisa ter senha de root para operar o mysql, isto dá-se em detrimento ao poder de root, porém com certas restrições que cada usuário do sistema possui.

Se eu quiser entrar no mysql para criar base de dados e trabalhar com o bd (após seguir nosso how to de instalação do apache, php, e mysql no mac os x lion ou instalação do apache, php, e mysql no mac os x snow leopard

mysql

mysql

) basta fazer o seguinte:

Mac-Pro-de-little-oak:etc little_oak$ sudo /usr/local/mysql/bin/mysql –user=little_oak

Pronto, você precisa lembrar que –user=little_oak deve ser susbsituído por –user=usuário_do_SEUMAC

Depois disso trabalhe normalmente.

Perceba uma coisa forte, o MAC OS X não precisa de root para fazer as coisas (dentro do mysql), ele já sabe que você, usando sudo É O CARA, por isso basta rodar este comando no terminal:

Little-oaks-appunixlabs: /usr/local/mysql/bin/mysql –user=little_oak

Troque o little_oak por seu usuário. Depois disso é só alegria.

Abraços galera e clique em SHARE, please!

Como "Recuperar" | "Resetar" senha de root em Sistemas Linux

Standard

Olá galera tudo tranquio?
Hoje vou postar algo primordial a todos os Sysadmins de plantão….. Você chega a uma empresa com servidor Linux pra dar suporte…

-Sr.XXXX me passe a senha de root para poder fazer os ajustes necessários… ai caro amigo já sabe né…. o Sr. XXX diz… -Ai tem senha? Quem é esse tal de root? Esse cara acessa meu servidor semminha permissão? (Exageros a parte)É incrível como isso acontece em 9 a cada 10 empresas que precisam de suporte….. mas vamos lá…. o mundo não acabou.. Você não precisará formatar a máquina e começado do zero….. tendo acesso LOCAL na máquina seus problemas estarão resolvidos bem rapidamente e com apenas um pouco de conhecimento… a agilidade vai depender de você e o conhecimento você vai adquirir agora aqui no app… vamos lá…
Se você estiver usando o LILO, ao aparecer a tela de escolha de modo de acesso ao sistema operacional, digite:

linux init=/bin/passwd

dê um Enter, assim o sistema iniciará em modo Monousuário, ai como já deve imaginar já estará logrado como root (mesmo sem ter senha alguma)…. agora é necessário montar as partições para ter acesso total ao sistema de arquivos (só pra lembrar que quando acessamos um sistema em modo Monousuário, o sistema não monta automaticamente as partições…. isso se você tiver usando um sistema em verão Server, sem X) para montagem das partições vamos usar o comando mount… segue sintaxe… adegue a suas necessidades (diga-se sistemas de arquivos)

mount -t ext3 -o remount, rw /dev/sda1 /

O comando acima remonta as partição no diretório / como leitura e escrita, algumas ressalvas, meu sistema de arquivos nesse caso específico era EXT3 e meu HD era do tipo SATA… mas ai vai da necessidade de cada um, se for disco IDE use hda1 no lugar de sda1… se seu sistema de arquivos for ext4 substitua ext3 que foi o meu caso… já que está logrado como root, agora basta trocar a senha, execute:

passwd

Pedirá nova senha e pedirá confirmação da mesma, pronto amigo…. já salvei uma vida e um emprego…. Agora mande-me uma caixa de BIZ do preto…..

Doooguinha, aqui é o GRUB o dono do boot, como devo fazer?
No Grup, bem na hora de escolher o sistema Operacional pressione a letra <e>, daí aparecerá a linha de comando para inicialização do Linux, daí pressione <e> novamente… agora é so adicionar o seguinte comando

init=/bin/bash

Após a última letra (somente dê um espaço)… Dê Enter e já estará no Terminal logrado como root… agora…

passwd

Digite a nova senha, confirme-a… Chau… Você já salvou uma vida ou várias (dizem que a cada senha de root perdida no mundo morre um PANDA nas montanhas da China) e o principal, salvou um EMPREGO… É isso galera, espero que seja de bom uso… Use com moderação… 😀

Parallels plesk 9: O painel de controle muda a senha de email mas não valida, my email account don’t change password

Standard

Para quem está sofrendo com problemas de emails no plesk 9 (deste estilo citado) acessem:
http://littleoak.wordpress.com/2009/03/16/parallels-plesk-9-o-painel-de-controle-muda-a-senha-de-email-mais-nao-valida-my-email-account-dont-change-password/

Alterar senha de Root do Mysql

Standard

1) Se o mysql estiver rodando, pare o serviço do MySQL
2) Digite o seguinte comando:

/usr/sbin/mysqld –bootstrap –skip-grant-tables –basedir=/ –datadir=/var/lib/mysql << bla
update mysql.user set password=” where user=’root’;
bla

Agora você acaba de “ZERAR” a senha do mysql. Basta então iniciar o serviço do mysql novamente.
3) Agora, caso ainda não tenha feito, inicie o serviço do MySQL novamente
4) Troque a senha do mysql com o seguinte comando:

mysqladmin -u root password ‘minha nova senha’

=================================================

DICA 2

Primeiro mate o processo do mysql (não utilize a opção -9):

# killall mysqld

Agora inicie o MySQL em modo seguro (safe mode):

# safe_mysqld –skip-grant-tables &

Ou

# /usr/bin/safe_mysqld –skip-grant-tables &

Agora conecte-se ao servidor MySQL usando o cliente do mysql:

# mysql

Ou

# /usr/bin/mysql

Após conectar-se ao servidor MySQL, acesse o banco MySQL, digitando:

> use mysql;

Agora vamos definir a nova senha para o usuário root do MySQL:

> update user set password = password(‘digite sua nova senha aqui’) where user=’root’ and host=’localhost’;

Ah, e não esqueça de recarregar os privilégios, digitando:

> flush privileges;

Agora você poder sair do cliente do MySQL, digite:

> quit

Agora vamos desligar o modo de segurança do MySQL, execute:

# /etc/init.d/mysqld stop

E enfim, vamos iniciar o MySQL com a nova senha de root:

# /etc/init.d/mysqld start

=================================================

DICA 3

1 – Para o servidor mysql:

#service mysqld stop ou
#service mysql stop

Dependendo da versão do linux o nome do daemon do mysql pode variar. Caso nenhum dos comandos acima pare o seu mysql, entre no diretório “/etc/rc.d/init.d” e lá voçê digita ./onomedeseuMYSQLdaemon stop

2 – Inicie o mysql com as opções “–skip-grant-tables”. Fazendo isso o mysql irá inicar ignorando as tabelas que fazem a autenticação.

#safe_mysqld –skip-grant-tables&

3 – Conecte no servidor mysql.

#mysql -u root mysql

4 – Digita os comandos abaixo no console do cliente mysql.

mysql> UPDATE user SET Password=PASSWORD(‘minhanovasenha’) WHERE User=’root’;
mysql> FLUSH PRIVILEGES;

5 – Reinicie seu servidor mysql.

#service mysql restart ou
#service mysqld restart

=================================================

1. Finalize o daemon mysqld enviando um kill (não kill -9) para o servidor mysqld. O pid é armazenado em um arquivo .pid, que normalmente está no diretório de banco de dados do MySQL:
2. shell> kill `cat /mysql-data-directory/hostname.pid`
Você deve ser o usuário root do Unix ou o mesmo usuário com o qual o mysqld está executando para fazer isto.
3. Reinicie o mysqld com a opção –skip-grant-tables.
4. Defina uma nova senha com o comando mysqladmin password:
5. shell> mysqladmin -u root password ‘mynewpassword’
6. Agora você também pode parar o mysqld e reiniciá-lo normalmente, ou apenas carregue a tabela de privilégios com:
7. shell> mysqladmin -h hostname flush-privileges
8. Depois disto, você deve estar apto para conectar usando a nova senha.
De forma alternativa, você pode definir a nova senha usando o cliente mysql:
1. Finalize e reinicie o mysqld com a opção –skip-grant-tables com descrito acima.
2. Conecte ao servidor mysqld com:
3. shell> mysql -u root mysql
4. Dispare os seguintes comandos no cliente mysql:
5. mysql> UPDATE user SET Password=PASSWORD(‘minhanovasenha’)
6. -> WHERE User=’root’;
7. mysql> FLUSH PRIVILEGES;
8. Depois disto, você deve estar apto a conectar usando a nova senha.
9. Você agora pode parar o mysqld e reiniciá-lo normalmente.

+++
Resumo:

Linux:

  1. Parar o serviço do MySQL (service mysqld stop, /etc/init.d/mysqld stop, matando o processo – conforme sua distribuição);
  2. Reiniciar o mysql com a opção --skip-grant-tables (você poderá utilizá-la ao iniciar o mysqld manuamente ou colocando-a no arquivo de init)
  3. Alterar a senha do usuário root com o comando:
    # mysqladmin -u root password 'nova_senha'
    # mysqladmin flush-privileges
    você pode alterar a senha também com o comando:

    # mysql -u root mysql
    mysql> UPDATE user SET Password=PASSWORD('nova_senha') WHERE User='root';
    mysql> FLUSH PRIVILEGES;

Windows XP (com o MySQL rodando como serviço):

  1. Entrar nos serviços do windows (Iniciar -> Executar -> services.msc);
  2. Procure pelo MySQL, clique com o botão direito sobre ele e vá em propriedades;
  3. Pare o serviço (clicando sobre o botão parar);
  4. Insira no campo “Parâmetros de inicialização” o parâmetro --skip-grant-tables e clique no botão iniciar e em seguida botão Ok;
  5. Execute o cmd (Iniciar -> Executar -> cmd) , entre no diretório de binários do MySQL (cd c:\arquivos de programas\mysql\bin (ou onde estiver instalado));
  6. Alterar a senha do usuário root com o comando:
    mysqladmin -u root password 'nova_senha'
    mysqladmin flush-privileges
    você pode alterar a senha também com o comando:

    mysql -u root mysql
    mysql> UPDATE user SET Password=PASSWORD('nova_senha') WHERE User='root';
    mysql> FLUSH PRIVILEGES;

O parâmetro --skip-grant-tables desabilita no servidor o uso do sistema de privilégios. Com isso todos os usuários terão acesso a todos os bancos de dados. Ao executar o comando Flush privileges, o servidor retorna a utilizar seu sistema de privilégios, mantendo a segurança original do serviço.

Agora se você adicionou o parâmetro --skip-grant-tables no arquivo de init, não se esqueca de remové-lo de lá, para evitar que na próxima reinicialização do serviço ele fique vulnerável. Caso seu MySQL esteja no Windows, execute os 4 primeiros passos novamente removendo o parâmetro passado na inicialização.

http://dev.mysql.com/doc/refman/5.0/en/adding-users.html

autor: http://josemorelli.net/2005/11/07/alterando-a-senha-do-usuario-root-no-mysql