Portas de Email do Cpanel (Cpanel Mail Ports)

Standard

As portas que o CPANEL usa para emails são:

cPanel Webmail, 2095
cPanel Webmail (SSL), 2096
IMAP, 143
IMAP (SSL), 993
POP, 110
POP (SSL), 995
SMTP, 25 (587 no BRASIL, sendo necessário muda-la no CPANEL)
SMTP (SSL), 465

Ressaltando que NO BRASIL, por padrão a porta do cpanel deve ser setada como 587 em SMTP, isso significa que a porta de SMTP SEM SSL será 587.

Como instalar o Lynx (navegador para o terminal/console) no Mac Os X Lion

Standard

Dica simples e rápida!

Galera é o seguinte, quer instalar o Lynx (navegador web) no seu terminal Unix no Mac Os X Lion?

O que teremos de ter nesta PRIULA:

1 – Xcode 4.1 instalado,

2 – Ports do Mac 2.0 para Lion.

Como conseguimos os dois bichos?

1 – http://itunes.apple.com/us/app/xcode/id448457090?mt=12

Está disponível na AppleStore e 100% free para quem tem o LION. Instale-o.

2 – Instale agora o ports do Mac (100% compatível com o LION) no link abaixo:

http://www.macports.org/install.php

Depois de instalar ambos faça o seguinte em seu terminal (Aplicativos -> Utilitários -> Terminal):

abrir terminal UNIX no mac

abrir terminal UNIX no mac

Assim que abrir o terminal rode o seguinte comando abaixo:

sudo port install lynx

Depois disso rode o seguinte comando:

lynx appunix.com.br

Abriu?

Equipe AppUnix Agradece!

 

Fonte: http://osxdaily.com

Como instalar PHP, Apache e Mysql no Mac Os X Snow Leopard (mamp2 no mac)

Standard

Este é um artigo daqueles “easy-to-use”, aonde instalaremos o apache 2, o php 5 e o mysql 5 para que possamos programar sossegadamente (fazer um webserver para hospedar nossa aplicação localmente).
O sistema operacional usado aqui foi o Mac Os X Snow Leopard 10.6.7, mas o procedimento é o mesmo para 10.6.8.

Vamos para o fight?
Iremos usar o console do Mac os x, assim como o ports do Mac para gerenciar o trem com velocidade.
Façamos o seguinte, clique em terminal (veja a imagem abaixo):

como abrir terminais no mac os x

como abrir terminais no mac os x

Clicando lá você fará o seguinte:

Little-oaks-appunixlabs:~ sudo apachectl start

Isto fará com que você chame recursos globais como super usuário e ative o serviço do apache 2 dentro do seu Mac os x, LEMBRANDO que será requisitada a senha de superusuário para que você possa rodar este recurso, pois o sudo te dá poder de root para executar um determinado comando, como neste caso tomtamos o exemplo do apachectl.

Para conferir que o procedimento deu certo abra seu navegador web (no nosso caso curtimos muito o Mozilla Firefox, mas fica ao seu critério o navegador [isto não influenciará em nada neste how to]), conforme imagem abaixo, na barra de endereços digite

Apache ok

Apache ok

HTTP://localhost

Nosso segundo ponto e muito importante é entrar no arquivo de configuração do apache 2 afim de habilitarmos o suporte ao PHP, vamos por a mão na massa? Estamos usando o VIM, um editor muito eficaz e leve (todos que já amaram o vi um dia com certeza amam/amarão o vim):

Little-oaks-appunixlabs:~ sudo vim /etc/apache2/httpd.conf

 

Dentro deste arquivo devemos remover o comentário da linha abaixo:

LoadModule php5_module libexec/apache2/libphp5.so

Recomendo que aperte a tecla / no vim e digite php5, você já vai cair em cima da linha a ser descomentada, em seguida, no sinal de libra (#), caminhe até ele e aperte x
Isto nos deixará com suporte ao PHP, depois basta apertar ESC e digitar isto:
:wq!
Assim que pressionar ENTER o arquivo será salvo.
Vamos explicar o por que de :wq!

: representa comando para o arquivo
W representa ESCREVER
Q representa QUIT (sair)
! representa EXECUTAR as instruções informadas

Para finalizarmos o suporte ao php precisamos rodar o seguinte comando:

Little-oaks-appunixlabs:~ sudo apachectl restart

É mania de todos criar um arquivo com a função phpinfo() contida nele, porém, se fizermos isso “de cara” o apache vai exibir muitos warnings (interpretados pelo php) por questões de permissões e de existência do arquivo php.ini. Para sanarmos isto deveremos fazer o seguinte:

Little-oaks-appunixlabs:~ cd /etc
Little-oaks-appunixlabs: sudo cp php.ini.default php.ini
Little-oaks-appunixlabs: sudo chmod 666 php.ini

Estamos copiando o php.ini default do /etc (área de arquivos de configurações em Unix-like systems) e atribuindo permissões 666 (dono pode ler e escrever no arquivo, grupo também e demais também).
No arquivo php.ini temos de localizar o trecho aonde o TimeZone é identificado (mas está comentado). É muito importante mudar esta linha e ajustarmos nosso timezone corretamente, pois isto nos dará um horário adequado. Para isto devemos proceder da seguinte forma:
Little-oaks-appunixlabs: sudo vim php.ini
Em seguida aperte a tecla / para localizar um termo, informe o seguinte date.timezone, isto lhe deixará na linha acima da que precisamos mudar. Descomente a linha abaixo para que fique assim:
date.timezone =

Você removerá o ; apertando x em cima dele. Para deixarmos o vim em modo de edição de arquivos precisamos apertar a tecla i, isto nos dará poder de editar o arquivo (saindo de modo comando).
Agora iremos colocar depois do = o seguinte:
America/Sao_Paulo
Então o resultado final será —> date.timezone = America/Sao_Paulo
Dê ESC e digite
:wq!
Aperte ENTER e terá o arquivo salvo.

 

As vezes você pode estar se perguntando:

Poxa, mas meu timezone não tem nada a ver com o de Sampa, o que faço?
Relaxa, rapá! A galera do Appunix pensou em você! Abaixo segue a lista de timezone da América:
http://www.php.net/manual/en/timezones.america.php

Se mesmo assim não lhe agradar você pode usar os globais:
http://www.php.net/manual/en/timezones.others.php

Mas é impossível você não se agradar dos timezones da América, são repletos.
Os mais comuns que são usados são:
America/Porto_Velho
America/Noronha
America/Rio_Branco
America/Recife
America/Sao_Paulo
America/Porto_Acre
Mas escolha o que mais lhe agradar.

Assim que decidir qual seu TimeZone você deve reiniciar o apache para reler o php.ini e ativar o negócio:
Little-oaks-appunixlabs: sudo apachectl restart

Agora precisamos instalar o Mysql 5 para que possa trabalhar da forma que almejamos.
Para irmos direto ao ponto acesse o link abaixo:
http://dev.mysql.com/downloads/mysql/5.1.html#macosx-dmg
Se cuide para baixar a versão ideal para você.
Aí é 64 bits? Não sabe como é? Quer saber como seu Mac Os X Snow Leopard está operando? Clique na maça, depois clique em Sobre Este MAC, em seguida clique em Software (Categoria) e procure pela linha Kernel de 64-bit e Extensões: Sim (conforme a foto abaixo):

como ver informações do seu mac os x

como ver informações do seu mac os x

Caso seja Sim é 64 bits (x86_64), então baixe o pacote para 64 bits.
Vamos simbora?
Baixe o arquivo x86_64 no formato DMG.

baixar pacote mysql 64 bits (DMG)

baixar pacote mysql 64 bits (DMG)

Quando você clicar no formato DMG automaticamente o site da Mysql vai te convidar a logar-se lá com eles, mas basta prestar a atenção (conforme imagens abaixo) para não precisar perder tempo com esta burocracia, se você quer baixar direto (melhor Né?) basta fazer o seguinte, clique no link abaixo:
HTTP://dev.mysql.com/get/Downloads/MySQL-5.1/mysql-5.1.58-osx10.6-x86.dmg/form/http://mysql.cce.usp.br/
Deixa o download terminar siga os passos das fotos abaixo (literalmente instalar o mysql e seu ícone), Devemos concluir os passos extras para adição do Mysql como sendo parte do painel administrativo, para isto siga os passos abaixo:

passo1

passo1

 

Feito isto iremos confirmar se o mysql está rodando com o seguinte comando:

Little-oaks-appunixlabs: /usr/local/mysql/bin/mysql

Feito isto iremos reiniciar o apache 2 para garantir que o nosso servidor está integrando literalmente tudo, faremos com o seguinte comando:

Little-oaks-appunixlabs: sudo apachectl restart

Para conferirmos tudo vamos entrar dentro da nossa pasta pessoal, na pasta Sites e criar um arquivo chamado index.php. Dentro dele iremos colocar o seguinte (ISTO EM /Library/WebServer/Documents):
Ou seja -> sudo vim /Library/WebServer/Documents/index.php

< ?php phpinfo(); ?>

Teremos liberadas extensões como PDO (Muito boa para abstração no banco de dados mysql), Mysqli (a versão aprimorada do conector nativo do Mysql [somente disponível a partir do Mysql 5.x])
Pronto, feito isto instalamos o Mysql 5 , Php 5 e Apache 2 em nosso Mac Os X :D.
Abraços a todos e saibam que o AppUnix aprecia sua visita!