FIAT + FIORI – UMA PARCERIA DE BABACAS FOREVER ALONE

Standard

A concessionária Fiori, revendedora da linha Fiat em João Pessoa, comercializou em dezembro de 2011 um veículo ‘Novo Palio’, modelo 2012, de placas OFB-7139-PB, com falhas ao cliente José Fernando Santos de Carvalho.

De acordo com o comprador, dois dias após a aquisição do veículo, começaram os intermináveis problemas. Inicialmente, o veículo não deu partida, ou seja, quando a chave de ignição era acionada, o painel não acendia e o carro não ligava o motor.

Indignação
“Procurei a Fiori para solucionar o problema e ‘eles’ (Fiori) não detectaram nenhuma anomalia, informando que o carro estava em perfeitas condições de uso. No entanto, o problema persistiu e eu retornei diversas vezes na concessionária para relatar a mesma anomalia, além de outros tantos, como um alarme de velocidade excedida sem que o veículo estivesse em tal condição. Houve travamento de porta-malas, ponteiro pulando, computador de bordo todo sem regulagem, entre outros problemas”, disse José Fernando.

Medo
O consumidor prejudicado teme pela sua vida e da sua família. Ele revelou que por conta de sua vida profissional, necessita  viajar constantemente. “Eu não posso nem me arriscar, pois não confio mais no Palio que adquiri na Fiori. Vou procurar meus direitos e tenho fé que tudo será resolvido”, desabafou José Fernando.

O outro lado

A reportagem do Paraíba Já entrou em contato com a Fiori, pelo 3208-1512, porém, a ligação passou por diversos ramais e acabou sendo desligada.

Paraíba Já

 

 

=============

 

http://paraibaja.com.br/?p=noticia_int&id=19509

 

Defeito de fábrica em Novo Palio 2012 e o descaso da FIAT

Nos ultimos 3 meses e meio, tenho retornado à Concessionária Fiat varias vezes. O fato é que comprei um carro(NOVO PALIO 2012) com anomalias, que eles nao conseguem resolver. Eles alegam: “O carro está em perfeitas condicoes de uso”.

Pasmem, ja experimentei porta-malas eletrico travado(no dia que ia viajar para ser padrinho de casamento), computador de bordo informando problemas no motor, dificuldades pra ligar o carro, ponteiro do velocimetro “PULANDO”, cortes na ingestão de combustível enquanto em movimento, controle das portas não respondendo e outras falhas na entrega do produto(direção desalinhada, risco no painel, peças alteradas).

Eu ja não aguento mais relatar o problema a empresa ou ficar vários dias à pés, por deixar o carro na Concessionária. Passo por diversos transtornos e incovenientes.

Tenho um filho de 1 ano. Todo pai sabe que “é lei”, chegar em casa e dar uma voltar na rua com o bebe pra ele nao chorar.Ficar se o unico carro da familia é MUITO PROBLEMATICO.

Faço viagems constantes à refice-PE, devido ao meu mestrado na UFPE e tenho MEDO DA INTEGRIDADE FISICA DA MINHA FAMILIA.

Sugiro que NÃO COMPREM VEICULOS FIAT, É JOGAR DADOS COM A SORTE. se o carro sair bem, ok, senão, vc ESTARÁ NO PREJUIZO (FATO).

 

Vmware do not work on Windows 2008 server and virtual server 2008 – IPs no accept packets – ips do not work on iweb or others idc

Standard

Essa dica é simples, funciona para coisas simples.

Seguinte, no 2008 server ocorre uma situação bem diferente das que enfrentei até hoje.
Para que o seu vmware funcione de maneira correta no momento de setar e trafegar dados através do seu IP como BRIDGE MODE você precisa habilitar 1 serviço bem simples do windows e (talvez), caso seu firewall esteja ativado você deverá verificar se o serviço de roteamento está liberado na filtragem de pacotes.

Para isto clique em iniciar -> executar -> digite services.msc
Dentro dele localize um serviço de Roteamento do Windows.

Ative-o e seja feliz!

Criando uma maquina virtual Windows no Xen

Standard

Considerações iniciais

Para a execução dos procedimentos deste howto, estou considerando que o leitor já tenha instalado o Xen 3.2.0 ou mais recente em seu ambiente. Caso ainda não tenha feito, siga os passos para a sua plataforma usando o howto Compilando o Xen 3.2 no Debian Etch.

Checando seu Hardware

Para usar o Windows com o Xen, você precisa de um hardware com suporte a virtualização, flags VMX (para a plataforma Intel) ou SVM (para a plataforma AMD), para verificar corretamente se o seu processador tem suporte a essa flag, uses o comando abaixo:

  egrep -i "vmx|svm" /proc/cpuinfo

Se retorna algo, sorria, você tem a suporte a virtualização no seu processador.

Preparando os discos

LVM

Antes de partimos para o uso da instalação, crie um volume lógico no seu grupo de volumes do LVM. Neste exemplo, estou sugerindo o nome do grupo de volumes do LVM como servidores e o volume lógico como w2k:

  lvcreate -L 10G -n w2k servidores

Disco de boot do Windows

O Windows utilizado foi um Windows 2003 Server.

Iremos primeiramente ter que fazer uma imagem do CD de instalação, use o comando abaixo para gerar a imagem:

 dd if=/dev/CDROM of=$HOME/win2003.iso

Obs.: O /dev/CDROM deve ser trocado pelo local do seu drive de cdrom.

Arquivo de configuração

Vamos criar um arquivo de configuração para o Xen poder “bootar” o Windows 2003.

Abaixo uma réplica do arquivo /etc/xen/windows utilizado nesse exemplo:

  kernel = "/usr/lib/xen/boot/hvmloader"
  device_model = '/usr/lib/xen/bin/qemu-dm'
  builder='hvm'
  memory = 1024
  shadow_memory = 16
  name = "windows"
  vif = [ 'type=ioemu, mac=00:16:3E:78:CD:EC, bridge=xenbr0' ]
  disk = [ 'file:/home/gustavo/win2003.iso,hdd:cdrom,r', 'phy:/dev/servidores/w2k,hda,w']
  boot="dc"
  sdl=0
  vnc=1
  vnclisten="0.0.0.0"
  vncdisplay=5
  vncconsole=0
  vncpasswd='sua_senha_aqui'
  stdvga=0
  serial='pty'

Acessando

Primeiro ative a vm com o comando:

 xm create windows

Utilize o seu cliente vnc para acessar a dom0 no display 5 (este é o valor da variável vncdisplay do arquivo de configuração).

 vncviewer xxx.xxx.xxx.xxx:0:5

Obs.: xxx.xxx.xxx.xxx é o endereço IP do servidor Xen (dom0).

Aparecerá uma tela de password, digite SUASENHA que está também no arquivo de configuração que é a variável vncpasswd.

Finalizando

Após a instalação do windows ter sido concluída, pare a vm com o comando:

 xm shutdown windows

E em seguida altere o arquivo /etc/xen/windows nas linhas:

 disk = [ 'file:/home/gustavo/win2003.iso,hdd:cdrom,r', 'phy:/dev/servidores/w2k,hda,w']
 boot="dc"

Para:

 disk = ['phy:/dev/servidores/w2k,hda,w']
 boot="c"

Obs.: Na nova configuração como mostrado acima, nós estamos alterando a ordem do boot para o disco local (c) ao invés do cdrom (d), e também estamos desabilitando a imagem do cd do windows 2003, pois, não será mais necessário.

Re-crie a vm com o comando e acesse sua maquina virtual pelo protocolo VNC, lembrando que xxx.xxx.xxx.xxx é o endereço IP do servidor Xen (dom0):

xm create windows
vncviewer xxx.xxx.xxx.xxx:0:5

Telas

Tela de Boot.

Ampliar

Tela de Boot.