How to convert MDB (Access Database) to Mysql/MariaDB using MDB tools (linux tricks)

PC Pixel Art
Standard

Depois de instalar o mdbtools no Linux é necessário criar um shellscript, vamos lá:

 

#!/bin/bash

TABLES=$(mdb-tables -1 $1)

MUSER="rootdoMysql"
MPASS="senhadeRootdoMysql"
MDB="$2"

MYSQL=$(which mysql)

for t in $TABLES
do
    $MYSQL -u $MUSER -p$MPASS $MDB -e "DROP TABLE IF EXISTS $t"
done

mdb-schema $1 mysql | $MYSQL -u $MUSER -p$MPASS $MDB

for t in $TABLES
do
    mdb-export -D '%Y-%m-%d %H:%M:%S' -I mysql $1 $t | $MYSQL -u $MUSER -p$MPASS $MDB
done

Para rodar o script…:

./mdbconvert.sh meuBancoACCESS.mdb NomeDaBaseDoMysql

Vai restaurar tudo!

OBS só funciona se CRIAR o BANCO DE DADOS ANTES, então:

 

mysql -u root -p

Coloca a senha do mysql

CREATE DATABASE NomeDaBaseDoMysql;

 

Resolvido 🙂

MySQL server has gone away

Standard

Seu mysql anda estranho quando você está tentando fazer upload de um arquivo enorme via console (na verdade o restore, ou seja, mysql -u usuario -p nomedobdprarestaurar < arquivo.sql)???

Bem, se a mensagem de erro for esta -> MySQL server has gone away NÃO precisa entrar em pânico, só existem 2 coisas que são feitas e sanam tranquilamente o erro:

1 – entre no /etc/my.cnf (ou arquivo de configuração do mysql) e informe set-variable = max_connections=1500

Isto vai liberar para 1500 conexões concorrentes no mysql.

2 – Se o erro persistir, no mesmo arquivo informe:

max_allowed_packet = 5000000000

Você estará liberando uploads/restore/dumps de 1gb de tamanho.

Depois disso, reinicie o mysql (normalmente service mysql restart) e corra para o abraço.

 

Ah, se quiser ver qual valor ficou setado (só para conferir depois do restart use):

mysql> SHOW VARIABLES LIKE ‘max_allowed_packet’;

Como mudar/alterar o hostname do computador no CentOS | RedHat

Standard

Olá amigos tudo tranqüilo?

Seguindo a dica do mestre @little_oak, resolvi dar uma chance no que tange a Server com Linux e resolvi instalar o CentOS…. porque até agora meu coração só tinha lugar para o magnífico Ubuntu…. Fiz a install em modo texto (acho melhor e mais rápido), só que em momento algum durante da instalação fui perguntado sobre o hostname da máquina, então veio a dúvida…. como mudar/alterar o hostname aqui nessa mazela? Acostumado com o Ubuntu fui logo no /etc/hostname …. PAM…. cadê?

O CentOS não possui esse arquivo, logo pensei maldita mudança…. mas não desisti, lembrei-me que o professor da Software Livre na faculdade havia falado sobre algo desse tipo no RedHat….. logo pensei, se CentOS é o irmão gêmeo do RedHat logo deve funcionar no CentOS também…. vou passar pra você o macete….

No Terminal como root vá até o diretório /etc/sysconfig/

Dentro desse diretórioa existem vários arquivos, maseditar um arquivo chamado network, e é ele que vamos alterar para mudar/alterar nosso hostname…. eu utilizo o VI ou VIM por achar mais prátido e rápido mas fica a gosto de vocês

 

root@localhost sysconfig]# vim network

 

Verá um conteúdo mais ou menos assim

 NETWORKING=yes

NETWORKING_IPV6=no

HOSTNAME=localhost.localdomain

 

Não precisa nem falar qual o campo a ser alterado não é? Deixe como achar melhor, no meu caso ficou assim:

 NETWORKING=yes

NETWORKING_IPV6=no

HOSTNAME=appunix.localdomain

 

O único ponto negative dessa alteração de hostname é que torna-se necessário a reinicialização do CentOS para que essa alteração entre em vigor…. para testar, você pode digitar hostname no Terminal e verá o nome para o qual você alterou…..

Simples, sucinto e rápido… enfim consegui fazer algo objetivo sem muitas firulas…..

Abraço forte galera….

Obrigado pelo sucesso do BLOG, todas as honras dadas a vocês leitores e a DEUS.

Fiquem com Deus!!!!!!!

Gostou? Compartilhe, comente e espalhe. 🙂

Como instalar YUM no Red Hat 4 ou Centos 4

Standard

Essa é uma questão muito comum entre os sysadmins que tentam instalar o yum no red hat 4 ou centos 4 e não têm tido sucesso.

Abaixo preparei um how to com um link próprio dos arquivos para que você não tente encontrar o pacote na web e acabe se decepcionando ao ver navios.

Para instalar o yum no centos ou redhat siga exatamente o que será descrito.

Esse how to mostra como instalar o yum no RedHat 4.x (centos 4.x) de maneira simples e amigável.

O que será preciso?

1 – Estar logado como root no terminal,
2 – Criar um diretório aonde as coisas estarão armazenadas,
3 – Ter uma internet acessível para poder baixar (claro!).

Logue-se como root, em seguida, na pasta root crie algo como:

mkdir tmp
cd tmp

Agora que estamos dentro de /root/tmp nós iremos baixar todos os arquivos necessários e iremos deixar que o próprio yum dê conta do recado. Use exatamente os comandos abaixo para pegar os arquivos:

wget http://www.libphp.net/repositorio/yum-2.4.2-0.4.el4.rf.noarch.rpm
wget http://www.libphp.net/repositorio/libsqlite-2.8.15-1.i386.rpm
wget http://www.libphp.net/repositorio/python-elementtree-1.2.6-7.el4.rf.i386.rpm
wget http://www.libphp.net/repositorio/python-sqlite-0.5.0-1.2.el4.rf.i386.rpm
wget http://www.libphp.net/repositorio/python-urlgrabber-2.9.7-1.2.el4.rf.noarch.rpm

Agora que já temos os arquivos (pacotes) vamos instalar os mesmos:

rpm -ivh libsqlite-2.8.15-1.i386.rpm
rpm -ivh python-elementtree-1.2.6-7.el4.rf.i386.rpm
rpm -ivh python-sqlite-0.5.0-1.2.el4.rf.i386.rpm
rpm -ivh python-urlgrabber-2.9.7-1.2.el4.rf.noarch.rpm
rpm -ivh yum-2.4.2-0.4.el4.rf.noarch.rpm

Vamos ajustar o repositório:

wget http://www.libphp.net/repositorio/rpmforge-release-0.3.6-1.el4.rf.i386.rpm

Após

rpm -ivh rpmforge-release-0.3.6-1.el4.rf.i386.rpm

Depois disto somente faça:

yum update

Pronto!